IRÃ

CAVIAR, TÂMARAS E AS MARAVILHAS DA ANTIGA PÉRSIA

Teerã, Shiraz, Persépolis, Passargada, Yazd, Nainn e Isfahan

30 de setembro de 2020

EXTENSÃO A DUBAI - HOSPEDAGEM NO HOTEL PALAZZO VERSACE *****L

Isfahan-Mesquita - Foto: © Lilian-Click Travel

PROGRAMA

1º dia – domingo – 07 de abril – Rio de Janeiro/Dubai

Chegada ao Aeroporto do Galeão e embarque no voo EK0248 da EMIRATES AIRLINES, saída às 2h05min com destino a DUBAI. Chegada às 23h05min.

2º dia – 2ª feira - 08 de abril – Dubai/Teerã

Embarque no voo EK0977 da EMIRATES AIRLINES com saída às 21h55min com destino a TEERÃ. Recepção, traslado e check in no HOTEL ESPINAS.

Nos séculos 2 e 1 a.C., poucas tribos indo-européias chegaram ao planalto iraniano, algumas pelo Cáucaso e outras pela Ásia Central. Os persas, após a passagem pela região do Lago Orumich, se instalaram definitivamente na província de Fars, e no inicio do século 7 a.C. As tribos se organizaram em um pequeno Estado, sob as ordens do rei Akemenas. De uma turbulenta história através dos anos, de invasões e guerras, a história do Irã chega ao século 19 dominado pela rivalidade entre a Rússia e Inglaterra, a primeira desejando alcançar o Golfo Pérsico e o Oceano Indico passando pelo Irã, e a segunda se esforçando para proteger a rota das Índias e conter a expansão russa. Russos e ingleses conseguiram obter concessões que lhes permitiam o controle dos principais recursos iranianos, graças em parte à indiferença do Xá Naser od-Din, e de seu sucessor Muzzaffer. O embargo estrangeiro sobre a economia do país provocou movimentos de descontentamento de lideres religiosos e de partidários de reformas. Estes movimentos levaram, em 1906, a uma revolução que permitiu a instauração de um regime parlamentar e da promulgação de uma Constituição. No fim da Primeira Guerra, os ingleses estenderam seu controle em todo o país no momento em que as tropas soviéticas se retiraram do norte. Os incidentes explodiram até que Sayyed Ziya od-Din e Reza Khan, um coronel do exército persa, organizaram o golpe de estado. Reza Khan tornou-se Primeiro ministro em dezembro de 1925, e se proclamou Xá do Irã, fundando a dinastia dos Pahlavi. Na Segunda Guerra, o Irã (nome adotado oficialmente em 1934) declara-se neutro, mas ainda assim está longe do problema de invasões estrangeiras. Os acontecimentos políticos e sociais que se desenvolveram no Irã após 1978, durante mais de uma década, reduziram drasticamente o turismo ocidental no país. No fim do século 20, e 36 anos após a revolução Islâmica, o Irã retorna timidamente aos palcos do turismo mundial, um vasto país, que possui a terceira maior reserva petrolífera do mundo. Apesar de uma revolução e dos contínuos anos de guerra, o povo não perdeu a amabilidade com que recebe seus visitantes. Nos próximos dias seremos atraídos pela incrível riqueza cultural e histórica da antiga Pérsia. O monumento mais conhecido no exterior é sem dúvida a TORRE AZÂDI (Liberdade), um arco do triunfo monumental em pedra branca de 45 metros de altura, que foi terminada em 1971 para a comemoração dos 2.500º aniversário da monarquia. Jantar no hotel.

Torre Azadi-Teerã

Os canais a céu aberto (djubs) e os plátanos-Teerã

3º dia – 3ª feira - 09 de abril – Teerã/Shiraz

TEERÃ é hoje, o resultado de um crescimento louco, sem planejamento urbano, e enfrenta graves problemas de superpopulação, mas com uma particularidade: os djubs, canais a céu aberto, com plátanos ao longo das ruas. Centro político, econômico e social do Irã, a capital Teerã, foi constantemente reconstruída, e em consequência, os únicos traços da longa e tumultuada história do país estão escondidas no interior dos museus.

Pela manhã visita ao PALÁCIO GOLESTAN (Palácio do Jardim das Rosas), ao GRAND BAZAAR e ao MUSEU ARQUEOLÓGICO, na histórica rua 30Tir onde coexistem pacificamente diferentes religiões. O museu, que abriga uma das mais importantes coleções de objetos da era pré-islâmica e islâmica de todo o país, foi construído pelo arquiteto francês André Godarde, e sendo que estátuas de Susa, uma das mais antigas cidades do mundo, fazem parte do seu acervo. Após o almoço no restaurante TERMEH do Hotel Ferdowsi, visitaremos o Edifício Central do Banco Melli, na Avenida Ferdousi, que abriga em uma de suas salas as JÓIAS DA COROA, uma vasta coleção de pedras preciosas e semipreciosas de um valor inestimável, rendimento da apropriação de séculos de guerras, aquisições diversas, heranças, presentes. A mais célebre das joias é sem dúvida, o Dariâ-e Nur (O Mar da Luz), um diamante de 182 quilates trazido de Delhi pelo Xá Nader no século 18 (o famoso Koh-e Nur – A Montanha da Luz – se encontra na Torre de Londres). Continuaremos para o JARDIM DA CASA DO ARTISTA, repleta de galerias de arte, lojas, salas de teatros e cinemas, sem perder um café com vista e muita história. E para completar o dia subiremos no topo da TORRE MILAD, onde jantaremos no restaurante panorâmico.

Interior do Palácio Golestan-Teerã

Museu dos Tapetes-Teerã

4º dia – 4ª feira – 10 de abril – Teerã

O MUSEU DOS TAPETES abriga uma fantástica coleção de Kilims, datando dos séculos XIX e XX. Ao norte do bairro de SHEMIRAN, se encontra a antiga residência real dos Pahlavi, hoje transformada em museu. Os diversos prédios do Sa’ad Abad estão reunidos dentro de um parque em estilo ocidental com cerca de cento e vinte hectares, em um total de dezoito palácios e residências datando de 1930. Pela manhã iniciaremos nossas visitas ao SA’AD ABAD, ao MAUSOLÉU SAGRADO DO IMÃ ZADEH SALEH, um dos descendentes do Profeta dos Mulçumanos e ao BAZAR DE TAJRISH. Almoço no restaurante DIVAN. Continuação para o luxuoso PALLADIUM MALL e para a Ponte TABIAT no Parque AB-O Atash. Nosso jantar será muito especial, no Hotel Espinas com CAVIAR, e presença de um professor da Universidade de Teerã.

Residência Real dos Pahlavi-Teerã

Caviar

Bazar de Tajrish-Teerã

5º dia – 5ª feira – 11 de abril – Teerã/Shiraz

A província de Fars, situada no sudeste do Irã, próxima ao Golfo Pérsico, teve um importante papel na antiga história do país, a ponto de ser considerada como o foco da identidade iraniana. A simples menção do nome de SHIRAZ evoca no povo toda uma arte de viver, produto de uma civilização milenar. 
Pela manhã traslado ao Aeroporto Mehrabad e embarque no voo da IRAN AIR para Shiraz. Chegada e traslado ao HOTEL ZANDIYEH. À tarde visita a Shiraz, conhecendo o JARDIM DE ERAM, com seus soberbos ciprestes, o PALÁCIO DE NARENJASTAN, a MESQUITA NASIR-OL-MOLK, a ESCOLA TEOLOGICA KHAN, o BAZAR e o TEMPLO SAGRADO DE SHAH-E-CHERAQ, reconhecido fácilmente por sua cúpula em forma de bolha e seus minaretes com pequenos telhados dourados, e local de peregrinação com grande importância para os muçulmanos xiitas. Jantar na MAISON SHAPOURI.

Jardim de Eram-Shiraz

Palácio de Narenjastan-Shiraz

6º dia – 6ª feira – 12 de abril – Shiraz/Persepolis/Shiraz

PERSEPOLIS (Takht-e Djamshid) é sem dúvida alguma o mais impressionante sítio arqueológico do Irã, pela sua extensão e, sobretudo pelo tamanho e natureza das suas ruínas. Construída por Dario I, aproximadamente no ano 518. Persepolis, não tinha nenhuma função administrativa ou comercial, estava destinada a unicamente servir de local para as festas de Ano Novo. A província de Fars é particularmente rica em baixos-relevos da época sassanida, e próximo a Persépolis encontram-se os baixos-relevos de MNAQSH-E-RAJAB, e o importante sitio arqueológico de MAQSH-E-ROSTAM, lugar escolhido de Dario e os seus três sucessores, para mandar escavar os seus túmulos. Hoje faremos uma excursão ao antigo sítio arqueológico de Persepolis, a Maqsh-e-Rajab e a Maqsh-e-Rostam. Almoço no restaurante TAVOOS, próximo a Persepolis, e retorno a Shiraz. 
Um oásis de verde e de cultura no deserto: Shiraz é conhecida como a cidade das rosas, dos rouxinóis, do amor e–antigamente–do vinho; e mais do que tudo é a cidade dos poetas Saadi a Hâfez. A poesia sempre foi considerada no Irã, como a mais nobre forma de literatura, e é certamente uma das expressões mais ricas da criatividade persa. A simples menção do nome de Shiraz evoca no povo toda uma arte de viver, produto de uma civilização milenar. Conheceremos o MAUSOLÉU DOS POETA SAADI E HAFEZ–considerados pelos iranianos o mais importante monumento de Shiraz, sua tradicional Casa de Chá e o Portão Qoran construído durante o reinado de Adub Ad Dawla, entre os anos de 936 e 983. O jantar será no restaurante RAAZ GARDEN.

Persépolis

Raaz Garden-Shiraz

7º dia – sábado - 13 de abril – Shiraz/Pasargada/Abarqu/Yazd

Pela manhã partida para YAZD visitando ABARQU e PASÁRGADA, onde se encontra o túmulo de Ciro, e que foi palco de batalha no ano de 550 a.C. Almoço no restaurante PASARGADAE, ao longo da estrada. YAZD possui a maior comunidade Zoroastra do Irã, e é o melhor lugar para se visitar a Casa do Fogo Eterno–Ateshkadeh, Ao anoitecer, visitaremos o templo do Fogo, as Torres do Silêncio-onde são enterrados os zoroastras, e as Torres do Vento, na parte antiga da cidade. Embora o templo seja moderno (construído na década de 40), o fogo sagrado está queimando desde 470 d.C. Yazd está situada entre Isfahan e Kerman, na principal rota que conduz ao Paquistão e ao Afeganistão. Hospedagem e jantar no HOTEL DAD.

Comunidade Zoroastra-Yazd

Hotel Dad-Lobby-Yazd

8º dia – domingo - 14 de abril – Yazd

YAZD é também uma cidade milenar com uma arquitetura única, e com seus “Badgirs”-torres de vento desenhadas para captar e fazer circular sopros de vento para aliviar o calor árido do deserto, uma espécie de ventilador. Sob o chão, túneis interligam antigos reservatórios de água e ajudam a refrescar as casas escondidas entre os muros de barro.
Dia inteiro de visita a cidade incluíndo: a Mesquita de Sexta-Feira, a Prisão de Alexandre – supostamente usada como masmorra, o Museu da Água, a imponente fachada do Complexo de AMIR CHAKHMAQOS, os Jardins DOLAT ABAD, o BAZAR. Almoço no restaurante HAMMAN-E KHAN, antiga casa de banho transformada em restaurante. Jantar no hotel.

Restaurante Hamman e Khan-Yazd

9º dia – 2ª feira - 15 de abril – Yazd/Nain/Isfahan

Pela manhã partida para ISFAHAN, visitando no percurso uma casa privativa do século XVII em NAINN, as MESQUITA DE SEXTA-FEIRA em Ardestan e em Zavareh. Almoço no restaurante na NAINN INN. À tarde visita panorâmica a Isfahan incluíndo as antigas pontes que passam por cima do rio Zayandeh-rud. A mais antiga, POL-E SHAHRESTAN, foi construída provavelmente no século X,Ve a mais celebre é a POL-E KHADJUL. A hospedagem será numa antiga e belíssima caranvanseria, o HOTEL ABBASSI.

Hotel Abassi-Isfahan

Isfahan

ISFAHAN é a mais bela cidade do Irã, e os seus monumentos estão entre os mais espetaculares do mundo islâmico. As suas principais obras devem-se a um só homem: Xá Abbâs, o Grande, que a tornou capital do reino em 1598, e tendo então, início a sua era de esplendor. A decisão foi, em parte, motivada por razões estratégicas. As antigas capitais de Tabriz e Qazvin se encontravam muito próximas do Império Otomano. Tornando-a capital, a vinda de comerciantes ingleses e holandeses das Companhias das Índias Orientais, a presença de numerosos artistas e artesãos ocidentais na corte e de emissários de cortes europeias, preveníria contra a ameaça de invasão do inimigo otomano. No entanto, todos estes fatores abriram as portas de Isfahan para o mundo exterior, e a transformaram em uma das mais renomadas cidades de sua época. Este esplendor durou pouco mais de um século. Isfahan foi destruída pela invasão afegã no início do século XVIII. Até o século XIX, a cidade sofreu com o total abandono. Jantar no HOTEL ABBASI.

Isfahan

Praça Imã Naqsh-e-Jahan-Isfahan

10º dia – 3ª feira - 16 de abril – Isfahan

Os principais monumentos de ISFAHAN se encontram nos quarteirões: ao redor do bazar e da Mesquita da Sexta-Feira, ao redor da Praça Real e da Avenida Chahâr Bâgh, e do outro lado do rio, em Djolfâ. A maioria deles data da época salfavida, mas restam alguns que testemunham o período seljúcida e o mongol. O dia inteiro será dedicado a visitar a fantástica cidade, incluíndo a PRAÇA IMÃ/NAQSH-E-JAHAN, a MESQUITA IMÃ, a MESQUITA SHEIKH-LOTFULLAH, o PALÁCIO ALI-QAPU, o BAZAR e a MESQUITA JAME. Almoço no restaurante KHAN GOSTAR e jantar no hotel.

11º dia – 4ª feira - 17 de abril – Isfahan/Teerã

Pela manhã conheceremos o PALÁCIO CHEBEL SOTUN, construído pelo Xá Abbãs I, no século XVII. Chebel Sotun significa “quarenta colunas”, e embora existam somente vinte, o reflexo da piscina se encarrega das outras vinte colunas. Tempo livre para compras no Bazar. Almoço no restaurante ARKA. À tarde, após uma visita ao PALÁCIO HASHT BEHESHT (Oito Paraísos), construído no século XI, que possui charmosos e belos mosaícos, embarque no voo da IRAN AIR com destino a Teerã. Chegada no Aeroporto Mehrabad e traslado ao HOTEL NOVOTEL próximo ao Aeroporto do Imam Khomeini. Dependendo do horário do voo, o jantar será em Isfahan ou em Teerã.

Bazar-Tapetes-Isfahan

Palácio Chehel Sotun-Pintura-Isfahan

12º dia – 5ª feira - 18 de abril – Teerã/Paris/ ou Teerã/Dubai

Opção 01: Embarque no voo da AIR FRANCE (Teerã/Paris/Rio) ou da EMIRATES (Teerã/Dubai/Rio) ou da IRAN AIR (Teerã/Paris e Paris/Rio com a AIR FRANCE.

EXTENSÃO A DUBAI - Hospedagem no Hotel Palazzo Versace - 19 a 22 de abril de 2019


Opção 02: Extensão a DUBAI: Embarque no voo 972 da EMIRATES para Dubai (2h10min de voo). Chegada às 13h20min e traslado ao HOTEL PALAZZO VERSACE.

OS PREÇOS INCLUEM

  • 03 noites no HOTEL ESPINAS ***** em Teerã

  • 02 noites no HOTEL ZADIYEH ***** em Shiraz

  • 02 noites no HOTEL DAD **** em Yazd

  • 02 noites no HOTEL ABBASSI ***** em Isfahan

  • 01 noite no HOTEL NOVOTEL **** próximo ao Aeroporto Imam Khomeini

  • Visto para o Irã, emitido na Embaixada em Brasília após a aprovação das informações pessoais dos passageiros que serão enviadas pela MDETOURS, ao Ministério das Relações Exteriores, em Teerã 

  • Bilhetes Aéreos: Teerã/Shiraz e Isfahan/Teerã em classe econômica (em caso da aeronave disponibilizar classe executiva, o valor adicional será informado quando disponível) 

  • Pensão Completa (café da manhã, almoço e jantar) incluíndo água mineral, suco e refrigerantes fabricados no Irã. Refeições: a la carte ou buffet

  • 01 jantar com caviar em Teerã com um professor da Universidade de Teerã

  • Passeios e ingressos para os monumentos mencionados no programa

  • Traslados Aeroportos/Hotéis/Aeroportos

  • Ônibus de luxo com ar condicionado durante todo o percurso

  • Guia iraniano falando espanhol de Teerã a Teerã (inclusive nos voos)

  • Guia brasileiro saindo do Brasil na Companhia Aérea em foram reservados a maioria dos passageiros inscritos na Excursão 

OS PREÇOS NÃO INCLUEM

  • Os  valores referentes ao IRRF de 6,383% e IOF de 0,3810% que serão cobrados junto
    com a 2ª parcela

  • Ingressos cobrados por máquinas fotográficas e vídeos nos monumentos e mesquitas

  • Extras pessoais como lavanderia, telefonemas, etc.

PREÇOS POR PESSOA

TERRESTRE

  • Apartamento Duplo:                  EUR 6,800.

  • Suplemento Individual:             EUR 1,150.

  • Suplemento para apto luxo:    EUR    800.

O pagamento do suplemento individual será efetuado com a última parcela

Forma de Pagamento: (em reais ao câmbio do dia)

  • sinal-vencimento-20 setembro:                            EUR 2,000.

  • 1ª parcela-vencimento-22 outubro:                     EUR  1,000.

  • 2ª parcela-vencimento-20 novembro:                 EUR  1,000.

  • 3ª parcela-vencimento-20 dezembro:                 EUR  1,000.

  • 4ª parcela-vencimento-25 janeiro:                       EUR  1,000.

  • 5ª parcela-vencimento-25 fevereiro:                   EUR     800.

  • suplemento single-vencimento-25 fevereiro:   EUR  1,150.              

AÉREO

*Preços e reservas aéreas sob consulta e sujeitos a confirmação e disponibilidade no momento do pagamento do sinal

*Passagens aéreas devem ser obrigatoriamente emitidas pela MDETOURS

SEGURO VIAGEM

  •   USD 370,

CONDIÇÕES GERAIS

  • Os programas das viagens da MDETOURS são confeccionados com base nas Condições Gerais e Específicas que geram o Contrato entre o Fornecedor e o Usuário. Esse Contrato é confeccionado seguindo as normas do Código de Defesa do Consumidor, da Deliberação Normativa da Embratur nº 161/85.

  • Ao se inscrever nas viagens da MDETOURS o passageiro aceita todas as regras e normas do Contrato de Viagens que se encontram à disposição na sede da empresa.

  • Quanto à documentação de viagem esta é de responsabilidade do passageiro. Passaportes válidos, vistos, vacinas, documentação pessoal são de total responsabilidade do passageiro. Assim, a impossibilidade de embarque gerada por falta de documentação caracterizará cancelamento da viagem, sendo aplicadas as penalidades vigentes.

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DE CANCELAMENTO

  • Entende-se como cancelamento a desistência da viagem e/ou serviço contratado, bem como alterações de datas.

  • Solicitações de cancelamento da viagem ou serviços contratados deverão ser feitas por escrito e as penalidades serão aplicadas segundo a antecedência com que forem comunicadas.

INFORMAÇÕES SOBRE O IRÃ

  • É necessário Visto e Vacina de Febre Amarela para entrar no Irã.

  • É obrigatório o uso de um lenço ou echarpe (podem ser coloridas) cobrindo os cabelos para as mulheres, mesmo nos hotéis e em recintos fechados. As passageiras da MDETOURS receberão um chador (para ser usado em visita a algumas Mesquitas) na chegada a Teerã, e que deverá ser devolvido na partida do país.

  • O cartão de crédito American Express não é aceito no país, o Mastercard e o Visa somente nos grandes hotéis e lojas. O mais indicado é levar dólar americano ou euros, em notas de pequeno valor, e trocar quando necessário para a moeda local. Algumas lojas tem conta em banco nos Emirados Árabes e aceitam cartões de crédito.
    Caviar: é possível a compra no aeroporto.

  • Tapetes: é permitida a compra de tapetes de seda até 12 metros quadrados (aproximadamente), mas não é permitida a compra de tapetes antigos. 

  • Os hotéis e os restaurantes selecionados pela MDETOURS são os melhores das cidades visitadas, porém, a classificação das estrelas não corresponde a utilizada na Europa ou na Ásia

  • Fim de semana: às quintas e sextas feiras.

  • Telefonemas são rápidos e fáceis, e celulares habilitados funcionam. E-mails e web sites funcionam na maioria dos hotéis.

  • No Irã, circulam 02 preços: um para o iraniano e outro para estrangeiros (sempre muito mais alto).

  • Temperatura média durante a viagem: máxima de 25ºC e mínima de 11ºC.