PROVENCE

A Rota da Lavanda

20 de julho de 2020

PROGRAMA

1º DIA - PARIS/AIX EN PROVENCE

Chegada no Aeroporto de Marignane e traslado a AIX-EN-PROVENCE (25minutos). Hospedagem no HOTEL ROI RENE, localizado a poucos metros dos magníficos plátanos do Cours Mirabeau.
No primeiro século a.C., Roma ocupa a região da Provence e se instala por um longo período. Marseille já havia atado com ela relações diplomáticas e, ao seu apelo devido a ameaças celto-ligures, Roma intervém: Caius Sextus Calvinus destrói Entremont e funda “a cidade que tem o seu nome” – Aquae Sextias (Aix). A anarquia reina por muitos anos, o mundo antigo se desagrega até a queda do Império Romano, em 476. Toda a Provence se encontra sob a dominação dos bárbaros: Visigodos, Ostrogodos e Burgúndios, e depois em 536, os Francos. De 732 a 739, Charles Martel pacifica o país atribulado com as incursões árabes. No século IX se torna um Principado Independente, sob a longínqua soberania do Imperador. Por cem anos a Provence esteve unida ao Reino de Nápoles e permanecem fiéis as formas romanas, a arte gótica só tem penetração em torno de 1250. O rei René se instala definitivamente na região e divide seu tempo entre Aix, Gardanne e Marseille. Ele cria em Aix a primeira praça urbana, a dos Pêcheurs. Em 1781, a união dos Estados da Provence à Aix dá início ao tempo pré-revolução. Durante o verão de 1792, o Batalhão de Junho, partindo de Marseille, populariza o canto de guerra do Exército do Reno, escrita por Rouget de Lisle e que se torna o Hino Nacional da França, a Marseillaise. O início do século XX é marcado pela sangria humana da Primeira Guerra Mundial e pelo êxodo rural. A Provence que conheceremos é uma terra mágica de luz, que modifica a cada paisagem do céu, maravilhosamente puro e azul, sem guerras e muita disputa para pelo melhor calissons ! Jantar no restaurante LA TABLE DU ROI, no Hotel Roi René.

2º DIA - AIX EN PROVENCE

Pela manhã, faremos um passeio, a pé, pela cidade de AIX-EN-PROVENCE.
Conheceremos um pouco da sua história através dos séculos, algumas de suas quarenta fontes, a CATEDRAL SAINT-SAVEUR, a PLACE D’ALBERTAS – que pertenceu a uma das famílias mais importantes do século XVII, a Praça dos Mártires da Resistência – conhecida como a Praça dos Arcebispos, a Place de la Madeleine, que tem um mercado encantador que vende produtos de toda a região. Almoçaremos no restaurante LA TOMATE VERTE.  Tarde livre.
Próximas ao centro histórico de Aix, foram reabertas as Thermes Sextus, que une a harmonia de um palácio do século XVIII e uma arquitetura contemporânea, utilizando água mineral natural de fonte e tratamentos de tecnologia de hidroterapia. Massagens Zen, jatos de água, banhos de massagens com água quente. Aproveite a tarde nas águas quentes das termas, antigas conhecidas dos romanos!

3º DIA - AIX EN PROVENCE/ST REMY/LES BAUX DE PROVENCE

Trufas, vinhos, ervas aromáticas, especiarias, azeites, azeitonas, tecidos provençais, artesanatos. Nossa manhã terá início no marché de mercredi da pequena ST REMY-DE-PROVENCE, famosa por ser a cidade natal de Nostradamus, por nela ter vivido um ano Van Gogh e, também, por terem sido encontradas por arqueólogos em 1921, as fascinantes ruínas romanas em Glanum. LES BAUX-DE-PROVENCE: este lugar extraordinário tem todo o seu esplendor no início da Idade Média. Sua história se mistura, desde o século X com a poderosa família de Baux, cuja origem lendária remota ao rei Mago Baltazar, e que, pouco a pouco, estende o seu domínio sob todo o sudoeste dos Alpilles. No século XII, o castelo se torna o centro de uma corte brilhante. A dinastia se estende até 1426, quando então Les Baux entra no domínio do conde de Provence, e depois no domínio real. O rei da França enciumado da fortaleza ser tão poderosa ordena a sua destruição em 1483. Recupera-se no século XVI, porém é novamente destruída por ser considerada perigosa para o reino. No início do século XIX, a cidade não possui mais do que 400 habitantes, contra os 3.000 de seis séculos anteriores. A região de Baux é formada por uma erosão que esculpiu formas fantásticas. Após o idílico almoço no L`OUSTAU DE BAUMANIERE, faremos a visita a LES-BAUX-DE-PROVENCE, encravada em uma colina, cuja entrada mais parece um templo egípcio.

4º DIA - AIX EN PROVENCE/CAMPOS DE LAVANDA

Campos de Lavanda: começaremos o nosso passeio pelo Plateau de Vasensole, prosseguindo para Moustiers Sainte Marie. Localizada entre o Departamento do Var e dos Alpes da Haut Provence, as gorges se formaram a milhares de anos atras. A mais bela parte se encontra-se no Lago de Sainte Croix, com suas aguas variando entre o turquesa e o verde. Almoço no restaurante LA BASTIDE DE MOUSTIERS Sainte Croix de Verdon/Rousillon/Bonnieux/Lourmarin.

5º DIA - AIX EN PROVENCE/ARLES/CAMARGUE

ARLES: os romanos construíram cidades e arenas espetaculares para combates de gladiadores e arcos triunfais para celebrar as suas vitórias nas batalhas. Os romanos a chamavam de “a pequena Roma”. Os Impressionistas, para os quais o contato direto com a natureza era primordial, eram grandes viajantes. Monet, Renoir, Manet, Cézanne, Pisarro, todos estavam possuídos por uma constante inquietude que os leva a partir para a descoberta de novos locais. O desenvolvimento das estradas de ferro permitiu que aumentassem a sua visão e lhes facilitava o acesso às regiões, que algumas décadas antes, só poderiam ser feitos com diligências. Isto explica o sucesso na Costa da Normandia, da Bretagne, da Creuse e da Provence-Côte d’Azur, sendo que esta representa um dos principais centros onde trabalharam os pintores impressionistas. Aix-en-Provence é a cidade natal de Cézanne, Van Gogh viveu dois anos em Arles, Gauguin pintou magníficos quadros quando em visita aos amigos da Provence. Esses são alguns dos Impressionistas que fizeram da Provence um país de pintores. Percorreremos as ruelas e as arenas de ARLES. Almoço no restaurante LA CHASSAGNETTE e prosseguimento até Sainte Marie de la Mer.

6º DIA - AIX EN PROVENCE/CASSIS/MARSEILLE

Manhã livre. A Provence é a moda e o charme das estamparias, cuja origem encontramos no século XVII, através dos “Indiennes“, telas pintadas à mão vindas de Bengala, que chegaram a Marseille nos navios da Companhia das Índias. Christian Lacroix, fiel a suas origens, introduz a silhueta arlésienne e privilegia os acessórios típicos e o espírito do sul na Alta Costura, desde a sua primeira coleção em 1987. E, se apreciar arte contemporânea, vale a pena conhecer a interessante Fundação Vasalery, nos arredores de Aix.

7º DIA - AIX EN PROVENCE/ISLE SUR SORGUE/SENANQUE

Domingo na região de VAUCLUSE: nossa primeira visita esta manhã será a um vilarejo localizado à beira do rio Sorgue, com verdejantes canais, antigo rodas de moinho, ruelas tranqüilas e famosas pela feira de domingo que reúne produtos regionais, como as lavandas, as tapenades, as inúmeras variedades de azeitonas, as charcuteries, roupas com a estamparia provençal e antiguidades, a charmosa ISLE-SUR-SORGUE. Doze monges construíram a abadia em 1148, cultivaram as terras ao seu redor doadas pelos lordes de Gordes. Após o almoço em Joucas, no restaurante LE PHÉBUS, entre a Fontaine de Vaucluse e o Lubéron, visitaremos a ABADIA DE SÉNANQUE, apreciando os deslumbrantes campos de plantação de lavanda.

8º DIA - AIX EN PROVENCE/AVIGNON/CHATEAUNEUF DU PAPES

Pela manhã visitaremos AVIGNON, com sua história rica e dramática. O Papa Clemente V abandonou Roma por Avignon em 1309. A implacável luta entre poderosas famílias italianas ameaçava a estabilidade do Papado. Então, ele resolveu mudar toda a atividade, que incluía o colegiado dos cardeais, como também, o corpo administrativo conhecido como a Cúria, para fora de Roma, e na paz relativa de Avignon. Como todos os centros de poder, a Corte Papal atraiu o melhor e o pior – artistas, diplomatas, eclesiásticos e peregrinos despejados de toda a Europa, como banqueiros, prostitutas, criminosos, uma nova babilônia – segundo o poeta Petrach. Um palácio em ouro maciço era só o que o Papa tinha em mente. Benedito XII começou a expandir o Palácio dos Papas em 1335, e quando faleceu em 1342, metade do que é conhecido como Velho Palácio, já tinha sido construído. Seu sucessor, Clemente VI, um grande benfeitor das artes, ainda era mais ambicioso. Alunos de Giotto foram trazidos da Itália para decorar o seu interior. Matteo Giovanetti foi requisitado para pintar os afrescos na capela St Martial, enquanto os saguões e as escadarias no estilo gótico foram construídos a enormes custos e uma rapidez impressionantes. Almoço no restaurante CHATEAU DES FINES ROCHES, em Chateauneuf-du-Pape, visita a Arena de Orange e retorno a Aix, faremos uma parada em Salon de Provence, para visitar o Museu de Nostradamus.
Jantar St Victoire / L Escale Carry le Rouet

9º DIA - AIX EN PROVENCE

Manhã livre para apreciar as inúmeras feirinhas: de frutas e legumes na Place des Pêcheurs, de produtos regionais na Place de la Madeleine sob os plátanos da Place Richelme, de antiguidades na Place de Verdun. O comércio de Aix é bem diversificado e muito sofisticado. A Provence vai deixar saudades!
Jantar no jardim do restaurante CLOS DE LA VIOLETTE.

10º DIA - AIX EN PROVENCE/PARIS

Traslado ao Aeroporto de Marignane.

OS PREÇOS INCLUEM

  • 09 noites no Grand Hotel Roi René **** em Aix-en-Provence

  • Café da manhã buffet todos os dias

  • Passeios em Aix-en-Provence, Les Baux, St Rem, Vasensole, Arles, Isle sur Sorgue conforme descritos no programa incluindo os ingressos para os museus e monumentos

  • 08 refeições: 06 almoços e 02 jantares

  • Passeio de calanque em Cassis

  • Guia cultural nos passeios

  • Guia saindo do Brasil

  • Traslados para os passeios e restaurantes incluídos no programa

  • Traslados aeroporto/hotel/aeroporto

  • Gorjetas no aeroporto e no hotel

PREÇOS POR PESSOA

AÉREO

*Preços e reservas aéreas e terrestres sujeitos a confirmação e disponibilidade no momento do pagamento do sinal

*Passagens aéreas devem ser obrigatoriamente emitidas pela MDETOURS

SEGURO VIAGEM

  •   USD ,

TERRESTRE

  •  Apartamento Duplo:        USD .

  •  Suplemento Individual:   USD .

O pagamento do suplemento individual será efetuado com a última parcela

Forma de Pagamento: (em reais ao câmbio do dia)

  • sinal:                                   USD  .

  • 1ª parcela:                          USD  .

  • 2ª parcela:                          USD  .

  • 3ª parcela:                          USD  .

  • Suplemento individual:    USD  .

Imposto sobre remessa ao exterior (IRRF) de 6,38%;