UZBEQUISTÃO

A Rota da Seda

Tashkent, Bukhara, Samarkanda e Khiva

24 de abril de 2020

Complexo do Registão-Samarkanda

Pequenos Grupos e Viagens sob Medida

Traje típico de casamento-Tashkent

A Rota da Seda é um quadrado geográfico que liga as três civilizações: a do Mediterrâneo, a da Índia e a da China. Rota de comércio das caravanas, por vezes de religiosos, onde se estabeleceu durante vinte e cinco séculos, uma troca da ideias filosóficas e religiosas, uma ligação permanente entre o oriente e o ocidente. Esta metade do mundo fascinou personagens audaciosos como Alexandre, o Grande, Marco Polo e Ella Maillart.

Instrumento musical artesanal-Bukhara

De todas as ex-repúblicas soviéticas é a que possui o maior patrimônio artístico: as cidades de Khiva, Samarkanda e Bukhara conservam as glórias de seus conquistadores e construtores.

O Uzbequistão é hoje considerado a locomotiva da Ásia Central.

Estação de metrô-Tashkent

Khiva, a mais remota e mais bem preservada das cidades da Rota da Seda está localizada no coração do oásis de Khorez, que foi um dos maiores mercados de escravos, onde circulavam impunemente ladrões e piratas.

Marco Pollo

Samarkanda, localizada no coração da Rota da Seda é uma das mais antigas cidades do mundo como Tebas, Roma e Babilônia, e a segunda mais importante do país. É a cidade da ciência, indústria, arte e cultura. A pérola do Oriente, o Jardim da Alma, a Joia do Islã, o Espelho do Mundo... e de muitos superlativos.

 

Conquistada por Alexandre, o Grande, ocupada por Genghis Khan e herdeira das artes do astuto Tamerlão. A cidade respira beleza, “entretanto muito mais bela do que eu podia imaginar”, nas palavras de Alexandre, O Grande, após conquistar Samarkanda.

Madrassa Shir Dor-Samarkanda

Bukhara é a cidade mais sagrada da Ásia Central, repleta de monumentos com mais de dez séculos de história, mais de 360 mesquitas e um centro que pouco mudou nos últimos 200 anos.

Genghis Khan

Hotel Hyatt Regency-Tashkent-Lobby

Madrassa Koukeldash-Tashkent

Taskhent, a Cidade de Pedra, não revela, à primeira vista, uma história de mais de 2.000 anos na encruzilhada da Rota da Seda. De vilarejo a atualmente metrópole, Tashkent viveu períodos de declínio alternados com períodos de glória. Graças a investimentos russos e a construção de empresas e industrias, cresceu rapidamente, incentivada ao ser proclamada capital do Uzbequistão em 1930. Até junho de 2018 era proibido fotografar as belíssimas Estações de Metrô-que serão visitadas-por serem consideradas instalações militares. Madrassas, museus, bazares, praças e um espetáculo no Teatro Alisher Navoi torna a visita a capital uma agradável surpresa!

Teatro Alisher Navoi-Ópera-Tashkent

Confecção de tapetes-Samarkanda

HOTÉIS

  • Hotel Hyatt Regency ***** - Tashkent (Club Floor)

  • Hotel Asia Khiva **** - Khiva (Deluxe Room)

  • Grand Hotel Bukhara **** - Bukhara (Suite)

  • Hotel Emir Han **** - Samarkanda (Suite)

Assista ao vídeo

Mais fotos do Uzbequistão da National Geographic

(PHOTOGRAPH COURTESY AMOS CHAPPLE/RFE/RL)

Clique aqui